O Arquivo Central da Universidade de Brasília realizou no último dia 04 de julho de 2019 mais uma eliminação de documentos, desta vez, a ação viabilizou o descarte de 1.610 caixas-arquivo e 200 pacotes de documentos de diversas unidades da UnB. Após atender a função imediata junto às unidades e os prazos legais, os documentos foram submetidos à avaliação pela Comissão Permanente de Avaliação de Documentos (CPAD) e demais procedimentos regulados pelo Conselho Nacional de Arquivos (CONARQ) por meio da Resolução n. 40 de 2014, o Edital de Ciência de Eliminação foi publicado no Diário Oficial no dia 10 de maio de 2019 e a eliminação do conjunto documental foi autorizada pelo Arquivo Nacional.

 

Coleta de documentos no ACE

Para realizar o descarte, a equipe de servidores da Coordenação de Gestão de Documentos do ACE, responsável pela ação, realizou contato com a Prefeitura da UnB que informou o contato da cooperativa conveniada, em conformidade com o Plano de Logística Sustentável da  Universidade . Assim, o contato permitiu a interlocução com a Cooperativa Cooperfé, que realizou a coleta e trituração dos documentos conforme previsto na Resolução do CONARQ e garantiu a realização do descarte dos papéis de maneira sustentável.foto 2

 

A  transferência  de  documentos  em  papel  das  unidades  administrativas  ou acadêmicas para o Arquivo Central é realizada sob orientação  da  Coordenação  de  Gestão  de  Documentos(COGED),  que atua nos quatro Campi da Universidade por meio de consultorias  que  podem  ser  requeridas  pelo  SEI ,  conforme  orientações  disponíveis  na Carta de Serviços do ACE.

 

A eliminação de documentos públicos é um procedimento controlado e somente poderá ser realizado mediante aprovação da CPAD e autorizaçãodo Arquivo Nacional.

 

A destruição indiscriminada de documentos públicos é crime, conforme previsto na Lei n. 8.159/1991.